Kelli Semolini nasceu em São Carlos, em 1983, e desde muito nova se interessa por inglês, que começou a ensinar antes de entrar na UNESP, em Araraquara, em 2002. Na faculdade, além de se aprofundar no inglês e no português, aprendeu a jogar truco. Ao se formar, continuou com as aulas de inglês, mas começou a procurar serviços de tradução e revisão.
Danilo Nogueira nasceu em São Paulo, em 1942 e, também desde muito jovem se interessa por línguas, porém nunca fez faculdade. Teve uma vida confusa e atribulada demais para ser narrada aqui. Em 1970, aproveitando uma oportunidade promissora, resolveu se dedicar inteiramente à tradução, especializando-se em contabilidade, finanças, tributação e direito societário. Um dos pioneiros da informatização da tradução, usa programas de tradução assistida por computador desde cerca de 1995.
Raquel Moniz de Aragão Schaitza nasceu em 1960 em Curitiba, onde continua plantada até hoje. Lembra, nitidamente, de, com uns 8 anos de idade, ter perguntado à mãe: “O que é tradutor juramentado?”. Cursou Engenharia Civil, Desenho Industrial e Matemática até se convencer que sua praia era Letras. Aos 15, numa sala enorme, era a única candidata ao exame optativo de tradução da Universidade de Cambridge. Lecionou na Cultura Inglesa 10 anos até passar no concurso para tradutor juramentado em 1988, logo depois de debutar numa cabine de interpretação simultânea em 1987. Seguiu-se a profissionalização que culminou, em 1994, com a abertura da Versão Brasileira Ltda., onde continua plantada até hoje com as sócias Eliana Stabile e Peggy Distéfano.